2009 - Cada vez mais fundo

Em 2009, a Petrobras é uma das empresas protagonista de mais um marco da indústria petrolífera offshore. A companhia fez parte do consórcio responsável pela perfuração mais profunda da história. Batizado como Tiber-1, o poço, em águas norteamericanas do Golfo do México, atingiu a marca de 10.685 metros de profundidade. Ninguém no mundo foi tão fundo na busca por petróleo.

A descoberta ocorreu a cerca de 400 quilômetros da costa, a sudeste de Houston, Estados Unidos. A experiência e o domínio tecnológico da Petrobras desenvolvidos a partir das operações em águas profundas e ultraprofundas no Brasil foram fundamentais para sucesso da operação.

A participação da Petrobras nesta descoberta está alinhada ao seu Plano Estratégico e representa um importante passo na consolidação de uma carteira de projetos de exploração e produção de qualidade em águas profundas no Golfo do México.

A Petrobras America, subsidiária internacional da companhia, detém 20% dos interesses no prospecto Tiber, tendo como parceiros a BP, operadora com 62% de participação, e a ConocoPhilips, com 18%.

Atualmente: Petrobras é uma das empresas líderes na exploração em águas profundas do Golfo do México. É a operadora dos campos de Cottonwood (100%), Cascade (50%) e Chinook (66,7%), Saint Malo (25%) e Stones (25%).

Galeria de fotos relacionadas à este momento