2008 - Novos ingredientes na produção de energia

Em 15 de julho de 2008, nasce Petrobras Biocombustível. A empresa foi criada como uma subsidiária integral da Petrobras tendo como missão produzir biocombustíveis de forma segura e rentável com estruturação de cadeias produtivas agrícolas de suprimento, com sustentabilidade social e ambiental, no Brasil e no exterior, contribuindo para a redução das emissões de gases do efeito estufa e promovendo o desenvolvimento nos países onde atua.

Em seu programa de suprimento agrícola para a produção de biodiesel, a subsidiária mantém parceria com milhares de agricultores familiares no semiárido brasileiro, produtores de mamona e girassol. A empresa oferece sementes certificadas e assistência técnica aos agricultores contratados.

Atualmente: a Petrobras investirá, entre 2012 e 2016, US$ 3,8 bilhões no segmento de biocombustíveis. No país, a empresa é líder na produção de biodiesel e terceira maior em etanol.

Na área de etanol tem participação em 10 usinas (nove no Brasil e uma na África). A capacidade de moagem é de 25,9 milhões de toneladas de cana e de produção de 1,3 bilhão de litros de etanol.

No biodiesel, opera três usinas próprias - Candeias (BA), Quixadá (Ceará) e Montes Claros (MG) - e duas em parceria com a empresa BSBIOS: uma em Marialva (PR) e outra em Passo Fundo (RS). Somadas, as unidades apresentam capacidade de 765 milhões de litros/ano.

Em tecnologia, o desenvolvimento do etanol de segunda geração, o etanol celulósico, é uma das prioridades da companhia visando a produção em escala comercial em 2015. A expectativa é aumentar em cerca de 40% a capacidade de produção sem ampliar as áreas de plantio. Também receberão incrementos as pesquisas para biocombustíveis de aviação cuja meta é iniciar a produção em 2015.