1954 - Pronta para operar

No dia 10 de maio de 1954, o número 81 da avenida Rio Branco, no Centro do Rio de Janeiro, passou a ser o endereço da Petrobras. A companhia começou a operar com uma produção de 2.663 barris, equivalente a 1,7% do consumo nacional.

A produção vinha da refinaria Mataripe, na Bahia, patrimônio herdado do CNP (Conselho Nacional do Petróleo). Construída em 1950, a unidade tinha capacidade instalada de 2,5 mil barris por dia. Quando foi incorporada pela Petrobras passou a se chamar refinaria Landulpho Alves – Mataripe, em homenagem ao engenheiro e político baiano que lutou pela causa do petróleo no Brasil. Em 1954, após a duplicação da U-1 e a construção da Unidade 2, a capacidade de refino alcançou 10 mil barris de petróleo por dia.

Havia outra unidade de refino, porém, ainda em construção no município de Cubatão( SP).

Em agosto do mesmo ano, todos os serviços, antes sob responsabilidade do CNP, já haviam sido transferidos para a Petrobras

Passavam, portanto, a serem comandados pela nova companhia: a frota nacional de petroleiros (Fronape) com 22 navios, as unidades de pesquisa e produção da Bahia - os campos do Recôncavo baiano, em Candeias, Dom João, Água Grande e Itaparica - e a refinaria de Mataripe. Havia ainda, em Cubatão, além das obras da nova refinaria, uma fábrica de fertilizantes sendo construída.

Outra herança importante do CNP é o Centro de Aperfeiçoamento de Pessoal (Cenap).

Atualmente: a produção da Petrobras supera 2 milhões de barris por dia de petróleo e gás natural. As 15 refinarias da companhia são capazes de processar mais de 2 milhões de barris/dia. São mais de 8 mil postos de gasolina no Brasil e no mundo. A empresa conta com 129 plataformas de produção no litoral brasileiro. A frota de navios chega a 237 (60 próprios). Em dutos, a Transpetro conta com 14 mil quilômetros. A companhia temainda capacidade instalada de geração de energia termelétrica de6.900 megawatts, aproximadamente a metade da capacidade instalada de geração de Itaipu. A companhia tem ainda sete usinas de biocombustíveis, cinco usinas eólicas e três fábricas de fertilizantes.